Explicando coisas complexas de forma simples

Publicado site oficial do Brasil-ID

08/24/10 6:32 PM

“O ID

Através de um acordo de cooperação técnica firmado em 31 de agosto de 2009 entre o Ministério da Ciência e , a e os Estados da União através de suas Secretarias de Fazenda, foi formalizado o início do Sistema de Identificação, Rastreamento e Autenticação de Mercadorias, nominado como “”, que se baseia no emprego da de Identificação por Radiofreqüência (), e outras acessórias integradas para realizar, dentro de um padrão único, a Identificação, Rastreamento e Autenticação de mercadorias em produção e circulação pelo país. O projeto é coordenado pelo Centro de Pesquisas Avançadas Wernher von Braun em conjunto com o .

Objetivo do Projeto

Desenvolver e implantar uma infra-estrutura tecnológica de hardware e que garanta a identificação, rastreamento e autenticação de mercadorias produzidas e em circulação pelo Brasil, com a utilização de chips RFID, visando padronizar, unificar, interagir, integrar, simplificar, desburocratizar e acelerar o processo de produção, logística e de de mercadorias pelo país.

Objetivos Específicos do Projeto

  • Racionalizar e agilizar, no âmbito do , os procedimentos de auditoria e fiscalização de , mercadorias e prestação de serviços;
  • Propiciar, no âmbito das empresas, redução significativa de custos e melhoria nos processos de produção, armazenagem, distribuição e logística;
  • Propiciar, no âmbito do governo, maior controle da industrialização, comercialização, circulação de mercadorias e prestações de serviços, no intuito de reduzir significativamente a fiscal, o contrabando, o descaminho, a falsificação e furto de mercadorias no país, favorecendo, portanto, a um ambiente de concorrência leal;
  • Criar um sistema de do Brasil-ID (Back-Office) que interaja e integre aos sistemas do governo e empresas que poderão demandar ou prover recursos ao mesmo;
  • Especificar, analisar, projetar, dimensionar e desenvolver softwares básicos de gestão nacional e centralizada de dados e transações do Brasil-ID a ser gerenciado pelo governo através de uma entidade designada para tal;
  • Desenvolver soluções de integração de sistemas (middleware), que possibilitará a integração, de forma automática, dos diversos sistemas de informação que irão interagir com os sistemas do Brasil-ID, como, por exemplo, a interface de comunicação com os sistemas da . Além disto, o middleware também suportará comunicação padronizada para integração de todos os Leitores de RFID e Sistemas de Comunicação associados que estarão distribuídos pelo território nacional;
  • Especificar, projetar e implantar infra-estrutura tecnológica para as Secretarias de Fazenda e Receita Federal para integração com o Brasil-ID;
  • Especificar, projetar e desenvolver softwares especializados para a integração, gestão e geração de dados e controles inteligentes que garantam uma célere e eficaz fiscalização nos postos fiscais, comandos volantes e auditorias nas empresas a partir das interações ocorridas entre os sistemas estruturantes dos Estados e o Brasil-ID;
  • Regulamentar para todo território nacional o uso da tecnologia RFID, visando atender as demandas do segmento de governo e ;
  • Desenvolver sistemas de informação com interface com diferentes níveis de permissão, para garantir acessos restritos a diferentes tipos de informações;
  • Adquirir, desenvolver e implementar toda a infra-estrutura tecnológica, para completa operacionalização do Brasil-ID, incluindo servidores, leitores de tags RFID, sensores, e atuadores para os postos fiscais, dentre outros.” (Fonte: http://www.brasil-id.org.br)

Veja mais detalhes em: http://www.brasil-id.org.br